4 Sinais de Câncer de Pele Que Você Não Deve Ignorar!

Numerosos tumores podem afetar a pele, que é o maior órgão do nosso corpo e é formado por três camadas: a epiderme (camada superficial), a derme (camada média) e o tecido subcutâneo (camada profunda).

A epiderme, por sua vez, é formada por diferentes tipos de células: os melanócitos, que têm a tarefa de produzir melanina, um pigmento que protege contra os efeitos nocivos da luz solar, e os queratinócitos mais numerosos.

Os queratinócitos presentes na camada mais externa da epiderme são chamados de células escamosas e, se eles são transformados em um tumor, eles tomam o nome de carcinoma epidermoide. Os queratinócitos da camada mais profunda são chamados de células basais e podem originar carcinomas basocelulares.

Sintomas de Câncer de Pele:

Esses cânceres de pele raramente causam sintomas nos estágios iniciais. Em alguns casos, quando se tornam grandes e estão em um estágio mais avançado, podem sangrar ou causar coceira e dor.

Em geral, portanto, os sinais são sobretudo a aparência ou mudança de aparência de alguma lesão ou mancha na pele. Os carcinomas de células escamosas aparecem como nódulos ou áreas com altos lados e uma depressão central, são por vezes ulceradas, sangramento raramente e geralmente têm pouca margem definida.

Sinais de Câncer de Pele:

Se a metade da lesão observada for diferente da outra, pode ser um indicativo de câncer;
Cor: se o sinal, mancha ou pinta tem diferentes cores, como preto, marrom e vermelho;
Diâmetro: se o sinal, mancha ou pinta têm um diâmetro maior que 6 mm;
Borda irregular: quando o contorno do sinal, pinta ou mancha não é liso.

Prevenção de Câncer de Pele:

A estratégia de prevenção mais eficaz para reduzir o risco de carcinomas basocelulares e espinocelulares consiste, sem dúvida, em se proteger dos raios ultravioletas. Isso significa evitar a exposição ao sol durante as horas mais quentes (entre 10 e 16) e, ao se expor, usar sempre chapéu e óculos escuros e usar protetor solar apropriado ao seu tipo de pele, aplicando-o várias vezes para garantir cobertura total e contínua. Todas estas precauções aplicam-se especialmente a crianças cuja pele é muito mais sensível a danos causados ​​pelo sol.

Para efeitos de prevenção, é importante evitar substâncias químicas nocivas, como o arsênico. Também é muito útil verificar periodicamente a aparência da pele, idealmente em uma sala bem iluminada, diante de um espelho e deixar que outros o ajudem a controlar áreas que não podem ser alcançadas pelo olhar de alguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cirrose: Causas, Sintomas e Tratamento!

7 Sinais de Deficiência de Cálcio no Corpo!